Brasil registra 956 mortes por covid e 133 mil novos casos em 24 horas

23 de fevereiro de 2022 9 visualizações
Postado 2022/02/23 at 8:56 PM
Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil

Com 956 novas mortes por covid-19 registradas nas últimas 24 horas, o total de vítimas da doença chegou nesta quarta-feira, 23, a 646.490 no Brasil. A média móvel de óbitos, que elimina distorções entre dias úteis e fim de semana, está em 803. O valor fica acima de 800 pelo 16º dia consecutivo, mesmo apresentando queda desde 13 de fevereiro.

Foram notificados ainda 133.626 casos de infecções pelo coronavírus nesta quarta. A média móvel de casos ficou em 96.186 A média se manteve abaixo de 100 mil pelo segundo dia consecutivo após mais de um mês. A redução da taxa ocorre desde o dia 4 de fevereiro. O número total de diagnósticos positivos está em 28,48 milhões.

Os dados diários da pandemia no Brasil são do consórcio de veículos de imprensa formado por Estadãog1O GloboExtraFolha e UOL em parceria com 27 secretarias estaduais de Saúde, em balanço divulgado às 20h. De acordo com os números do governo, 25,5 milhões de pessoas estão recuperadas da covid-19.

O balanço de óbitos e casos é resultado da parceria entre os seis meios de comunicação que passaram a trabalhar, desde 8 de junho de 2020, de forma colaborativa para reunir as informações necessárias nos 26 Estados e no Distrito Federal. A iniciativa inédita é uma resposta à decisão do governo Bolsonaro de restringir o acesso a dados sobre a pandemia, mas foi mantida após os registros governamentais continuarem a ser divulgados.

Vacinação

O Brasil registrou a aplicação de 1,14 milhão de novas doses de vacinas contra covid-19 nesta quarta-feira, 23. Com isso, o número de pessoas que receberam ao menos a primeira dose de imunizantes anticovid chegou a 171.814.461, o que corresponde a 79,98% da população.

Com duas doses ou dose única, são 154,2 milhões de habitantes do País, o equivalente a 71,78% do total. Os dados são reunidos pelo consórcio de veículos de imprensa junto a secretarias de 26 Estados e Distrito Federal.

Ao todo, 61,96 milhões de pessoas foram vacinadas com terceira dose. Podem tomar o reforço pessoas que receberam a segunda dose há ao menos quatro meses. Não há informações, porém, sobre quantas pessoas já estariam aptas a receber essa aplicação e que ainda não buscaram os postos.

Segundo os dados reunidos pelo consórcio, mais de 8 milhões de crianças de 5 a 11 anos (ou 39,11% do total) já tomaram a primeira dose da vacina contra a covid-19. A vacinação começou mais tarde para este público, mas dados compilados pelo Estadão evidenciam que a imunização infantil avança em ritmo lento.

Não à toa, Estados como São Paulo têm buscado alternativas como a vacinação em escolas para ampliar a cobertura vacinal.

Nas últimas 24 horas, foram administradas no País 293.510 primeiras doses, 5.984 doses únicas e 549.955 terceiras doses. O número de segundas doses foi de 291.413.

Em termos proporcionais, São Paulo é o Estado que mais vacinou a população: com ao menos a primeira dose, são 93,94% dos habitantes. Já 86,08% receberam duas doses ou dose única da vacina anticovid.

Fonte: Estadão Conteúdo

Tag
Compartilhar esse Artigo

Navegue