Caesb tem a melhor nota entre companhias de saneamento do Brasil

Companhia obteve a maior pontuação nacional no ranking do Projeto Acertar, que audita informações fornecidas pelas empresas do setor sobre serviços prestados

29 de maio de 2024 87 visualizações
Postado 2024/05/29 at 8:26 PM
A avaliação do Acertar/SNIS vai além de um simples processo de auditoria e certificação. Ganha importância na gestão pública e na sociedade por ser o termômetro oficial que mede a confiabilidade, transparência e eficiência na gestão dos serviços de saneamento | Foto: Cristiano Carvalho/Caesb

A Companhia de Saneamento Ambiental do Distrito Federal (Caesb) foi a mais bem pontuada no ranking do Projeto Acertar, que audita informações fornecidas pelas empresas do setor sobre os serviços que prestam em seus respectivos estados. Numa escala de 0 a 7, a Caesb recebeu a maior nota: 6.7.

O Projeto Acertar consiste em uma metodologia para auditar e certificar informações das companhias de saneamento registradas no Sistema Nacional de Informações do Saneamento (SNIS), vinculado ao Ministério das Cidades. O SNIS é o maior sistema de informações sobre o saneamento básico no Brasil, alimentado com dados fornecidos pelas empresas do setor.

Essa é a segunda vez que a Caesb participa do projeto. A primeira foi em 2020, quando foram auditadas as informações fornecidas pela empresa sobre as atividades em 2018 e 2019. Já nesta segunda avaliação, os dados abrangeram o período de 2021 a 2022.

A avaliação do Acertar/SNIS vai além de um simples processo de auditoria e certificação. Ganha importância na gestão pública e na sociedade por ser o termômetro oficial que mede a confiabilidade, transparência e eficiência na gestão dos serviços de saneamento | Foto: Cristiano Carvalho/Caesb

Todas as ações e os resultados da auditoria são monitorados pela Agência Reguladora de Águas, Energia e Saneamento do DF (Adasa). A avaliação do Acertar/SNIS vai além de um simples processo de auditoria e certificação. Ganha importância na gestão pública e na sociedade por ser o termômetro oficial que mede a confiabilidade, transparência e eficiência na gestão dos serviços de saneamento. “As informações que divulgamos para a população têm a transparência confirmada pelo nosso agente regulador, a Adasa”, explicou o presidente da companhia.

Reis enfatizou que os números apresentados pela Caesb são plenamente confiáveis. Como exemplo, citou a qualidade da água distribuída e o índice da população atendida com rede de água e esgoto. “Levamos água potável para 99% da população e 92% são atendidas com redes de esgotos, padrão de primeiro mundo reconhecido e certificado agora pelo Projeto Acertar”, destacou.

Para o diretor-presidente da Adasa, Raimundo Ribeiro, “a transparência é fundamental para que se atinja o patamar de excelência na prestação do serviço público, inclusive para o exercício da regulação, onde se busca condições efetivas para contemplar os interesses legítimos do prestador e do consumidor”.

Confiabilidade das informações 

Um dos pilares fundamentais do Acertar é a elevação da confiabilidade das informações. Através de auditorias rigorosas e certificações robustas, garante-se a precisão e veracidade dos dados coletados, fornecendo uma base sólida para a tomada de decisões estratégicas em todo o setor.

Para o diretor de Regulação e Meio Ambiente da Caesb, Haroldo Toti, a transparência é outro benefício crucial proporcionado pelo Acertar. “A disponibilização de dados detalhados auditados e certificados garante à população acesso a informações precisas sobre os serviços que utilizam”, explicou. “Possibilita ainda que as empresas de saneamento demonstrem seu compromisso com a qualidade e a responsabilidade, fortalecendo a relação com os consumidores e conquistando a confiança da comunidade”.

O impacto positivo do Acertar também se estende à gestão e ao desempenho operacional das companhias. Com dados precisos e confiáveis, as empresas podem implementar ações estratégicas para a melhoria contínua da qualidade dos serviços prestados e atender às expectativas dos consumidores de forma mais eficiente, conforme avalia Toti.

O Projeto Acertar

O Projeto Acertar foi criado em 2018 e visa o desenvolvimento de Metodologias de Auditoria e Certificação de informações SNIS. O projeto, executado no âmbito do Programa de Desenvolvimento do Setor Água (Interáguas), é resultado da parceria entre o Ministério das Cidades e a Associação Brasileira de Agências de Regulação (Abar), tendo o propósito de aprimorar os processos de gestão das informações dos prestadores de serviços de saneamento.

O método, desenvolvido para auditar e certificar as informações fornecidas pelos prestadores de serviço de abastecimento de água e esgotamento sanitário ao SNIS, é composto por cinco etapas: Mapeamento de Processos, Identificação de Riscos, Avaliação de Confiança, Avaliação de Exatidão e Certificação das Informações do SNIS.

*Com informações da Caesb

Fonte: Agência Brasília

Compartilhar esse Artigo
Pesquisar