Calçadas das quadras 700 e pavimento da W3 Sul serão reformados

28 de março de 2022 12 visualizações
Postado 2022/03/28 at 3:18 PM
Foto: Paulo H. Carvalho/Agência Brasília

Após concluir a obra do lado comercial da W3 Sul, o Governo do Distrito Federal (GDF) volta as atenções para as demais melhorias prometidas para a avenida. Nesta segunda-feira (28), o governador Ibaneis Rocha autorizou o início da reforma das calçadas das quadras 700 e adiantou que as seis faixas de pavimento da via serão trocadas. Somados os investimentos de todas as obras já executadas e em andamento pela atual gestão, o GDF vai investir quase R$ 58 milhões na W3 Sul.

“Existia um pleito dos moradores aqui das quadras 700 para que fossem feitas as calçadas. Além das calçadas, temos o projeto – bem adiantado – do novo asfaltamento da W3 Sul. Fica o meu agradecimento à toda comunidade, à nossa administradora Ilka Teodoro, aos prefeitos comunitários, e nosso carinho com a nossa querida W3, que tem crescido e agora vai crescer ainda mais com ela toda reformada”, destacou o governador Ibaneis Rocha durante visita à quadra 704 Sul pela manhã.

Para o lado residencial da W3 Sul ficar de cara nova, assim como o lado comercial, as calçadas existentes serão demolidas e darão lugar a um novo piso. O serviço inclui acessibilidade, plantio de grama e instalação de lixeiras e rampas, entre outras etapas, com um investimento de R$ 1,5 milhão e geração de 80 postos de trabalho.

“É muito importante essas calçadas terem um padrão que nunca existiu. Isso sem falar no pavimento, que vai ser licitado em 13 de abril, com mais R$ 28,5 milhões em investimentos. Todo mundo sabe que o pavimento da W3 está numa qualidade muito ruim, e agora vamos fazer essa obra. É um resgate de uma via icônica e de tanta história”, detalha o secretário de Obras, Luciano Carvalho.

A pasta, que é responsável por esse trabalho, explica que a via preferencial de ônibus e as baias de ônibus vão receber pavimento rígido, e as demais faixas serão recuperadas.

Aprovação

Desde que foi criada, entre o fim da década de 1950 e início da década de 1960, a W3 Sul nunca havia passado por uma reforma. Agora, de cara nova, a via caminha para um novo e promissor futuro que agrada aos moradores, como o aposentado Beno Reichert, 79 anos.

Ele reside na 704 Sul há mais de 40 anos e não pretende sair de lá. “É a primeira vez que a gente vê uma obra para valer na W3. A reforma das calçadas vem em boa hora. A avenida está sendo bem-cuidada, estou muito satisfeito e quero passar o resto da minha vida aqui”, declara.

A demanda de Beno é um pedido antigo de muitos moradores e associações das quadras 700 e foi tema de muitas conversas, admite a administradora do Plano Piloto, Ilka Teodoro. “A W3 Sul é uma avenida muito importante e com fluxo muito grande de pessoas. Nós precisamos garantir a acessibilidade e essa obra vem para organizar e garantir que as pessoas vão transitar de forma mais tranquila”, argumenta.

Outras reformas

Com investimento de R$ 21,7 milhões e geração de 800 postos de trabalho, a reforma do lado comercial da W3 Sul contemplou a melhoria do sistema viário e do fluxo de pessoas, estacionamentos, paisagismo, entre outras previstas no projeto elaborado pela Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Habitação (Seduh). A cargo da CEB Ipes, a iluminação contou com investimento de R$ 5,8 milhões na troca de 141 postes e 636 luminárias convencionais por LED.

A Novacap, por sua vez, colaborou com obras complementares, como a reforma de pavimentos, o plantio de grama e a poda de árvores, entre outras. Já o Detran cuidou de toda a sinalização, essencial aos pedestres e condutores. Também participaram desse processo as secretarias de Governo e de Turismo – que viabilizou a execução de painéis em grafite em toda a avenida.

Os investimentos chegam à marca de R$ 58 milhões e dão uma nova vida para a W3, como destaca o presidente da Terracap, Izídio Santos, órgão de governo que financiou boa parte dos investimentos.

“Com essa obra, concretizamos a W3 Sul pelo lado residencial, com calçadas mais largas e acessíveis e a troca do pavimento, que está deteriorado e será de pavimento rígido. A W3 é um importante eixo comercial, desde a sua inauguração, e mudou a sua vocação com a chegada dos shopping centers. O comércio mudou de atividade, e, com essa reforma, acreditamos que tende a se valorizar”, avalia. o gestor.

Fonte: Agência Brasília

Compartilhar esse Artigo

Navegue