Criado o Fundo para o Desenvolvimento da Pecuária do Distrito Federal

18 de março de 2022 7 visualizações
Postado 2022/03/18 at 12:35 PM
Foto: Divulgação/Seagri

Durante solenidade realizada na quarta-feira (16) no Salão Nobre do Palácio do Buriti, foi criado o Fundo para o Desenvolvimento da Pecuária do Distrito Federal (Fundepec-DF). Trata-se de um fundo privado, que tem o objetivo de apoiar e participar em ações de defesa animal, atuando para a prevenção e a erradicação de doenças emergenciais de controle oficial.

O Fundepec-DF é composto pela Federação da Agricultura e Pecuária do Distrito Federal (Fape-DF), pelo Sindicato e Organização das Cooperativas do Distrito Federal (OCDF) e por associações dos Avicultores do Planalto Central (Aviplac), dos Criadores de Zebu do Planalto (ACZP) e dos Criadores de suínos do Distrito Federal (DF Suin).

“Só é possível a criação desse fundo porque temos parceiros, e parceiros importantes”, afirmou o secretário de Agricultura, Candido Teles. “E é nessa parceria que vamos crescendo todos os dias e avançando firmemente.”

O secretário de Defesa Agropecuária do Ministério da Agricultura, José Guilherme Leal, participou da solenidade e ressaltou que esse era um dos principais pontos que faltavam para a elevação da qualidade da agropecuária do DF. “A avaliação do serviço de defesa agropecuária no DF é muito boa, e esse passo é muito importante, pois coloca o Distrito Federal no lugar em que ele deve estar, que é de uma área pequena, mas de excelência na diversidade, tanto do setor privado como do serviço da Secretaria da Agricultura”, disse.

Sustentabilidade

A importância da criação do fundo também foi destacada pelo presidente da Fape-DF, Fernando Cezar Ribeiro: “A assinatura de criação da Fundepec-DF é uma data muito importante, de concretização de um sonho para os produtores rurais do DF, de um avanço para o desenvolvimento da agropecuária local”.

O mecanismo é fundamental para a sustentabilidade do agronegócio, avaliou a subsecretária de Defesa Agropecuária da Seagri, Danielle Araújo. “No caso de uma emergência sanitária, agilidade é crucial para o controle de um foco de doença no rebanho, senão a doença pode se espalhar rapidamente, trazendo graves prejuízos econômicos”, exemplifica. “E é aí que entra o papel do Fundepec, de garantir a rápida indenização dos produtores rurais no caso de perda dos seus animais. Isso traz segurança e garantia de renda para o sustento dos produtores rurais.”

Daniele também lembrou que o fundo é uma exigência do Plano Nacional de Erradicação da Febre Aftosa (Pnefa), do Ministério da Agricultura, para a retirada da vacinação do rebanho de bovinos e bubalinos contra a doença. “O objetivo é tornar o Brasil livre de febre aftosa sem vacinação, e a existência de um fundo privado de sanidade animal é um passo importante para a evolução do status sanitário”, disse.

Estiveram presentes no evento os representantes das entidades que compõem o fundo, além de autoridades dos governos distrital e federal, como o superintendente Federal de Agricultura do DF, Ilton Mendes; o secretário de Governo do DF, José Humberto; o presidente do Parque Granja do Torto, Eugênio Farias; o vice-presidente da Ceasa-DF, Petronah de Castro e Silva; a superintendente do Senar-DF, Kelly Cristina, e o vice-presidente da Fape-DF, Rogério Tokarski.

*Com informações da Secretaria de Agricultura

Fonte: Agência Brasília

Compartilhar esse Artigo

Navegue