Danny Masterson, de ‘That 70’s Show’, drogou e estuprou mulheres, diz promotor

25 de abril de 2023 365 visualizações
Postado 2023/04/25 at 11:16 AM

O ator Danny Masterson drogou e estuprou três mulheres em sua casa na área de Hollywood entre 2001 e 2003, disse um promotor aos jurados na segunda-feira, 24, em sua declaração de abertura no novo julgamento da estrela de That ‘70s Show

O vice-promotor Reinhold Mueller disse que Masterson colocou substâncias em bebidas que deu a uma namorada de longa data e a duas mulheres que conhecia por meio de círculos de amigos na Igreja da Cientologia. Ele é acusado de estuprar as três. “As evidências mostrarão que elas estavam drogadas”, disse Mueller ao júri. A defesa nega a existência de tais provas.

A discussão sobre drogas não foi incluída no primeiro julgamento – que foi anulado quando um júri chegou a um impasse. O assunto foi apenas insinuado. As mulheres, em seus testemunhos, disseram que estavam tontas, desorientadas e às vezes inconscientes nas noites em que teriam sido estupradas.

Mas a juíza da Corte Superior de Los Angeles, Charlaine F. Olmedo, está permitindo a afirmação direta no segundo julgamento

O advogado de Masterson, Philip Cohen, disse na declaração de abertura da defesa que essas histórias e afirmações nebulosas são tudo o que a Promotoria tem e disse aos jurados: “não há acusação de drogas neste caso”.

Os advogados de ambos os lados reconheceram que não há evidências forenses de quaisquer substâncias que Masterson possa ter dado às mulheres porque a investigação policial que levou aos dois julgamentos só começou cerca de 15 anos após os eventos

Mas Mueller disse que ligará para um analista da unidade de toxicologia da polícia, “que lhe dirá como algumas das agressões sexuais mais comuns facilitadas por drogas, como algumas das drogas mais comuns para estupro funcionam, com que rapidez elas são metabolizadas e seus efeitos colaterais.”

Cohen respondeu que “um toxicologista pode opinar sobre o que quiserem, mas não há relatório toxicológico, não há urina, nem exames de sangue, nem DNA”.

Cohen não teve permissão para se referir ao testemunho do primeiro julgamento – algo que Olmedo o advertiu várias vezes por fazer – mas ele disse que esperava que o testemunho desta vez mostrasse que uma das mulheres que o acusam o viu preparar a bebida que ele ofereceu a ela.

Cohen disse aos jurados que outra das mulheres, uma jovem atriz que passou uma noite sozinha com Masterson em sua casa em 2003, não mencionou drogas na época.

“Ela falou com a mãe sobre como foi seu encontro com Masterson, falou com as amigas, nunca disse a uma pessoa: ‘Eu estava drogada’. Nunca”, disse Cohen. Ela só mencionou pensar que havia sido drogada anos depois do início da investigação, disse Cohen

Esta e muitas outras semelhanças entre as histórias das mulheres vêm delas conversando e “polinizando” os detalhe, algo que fizeram várias vezes, mesmo depois que o detetive do caso as alertou de que tal comunicação poderia manchar o caso contra Masterson, disse Cohen.

As alegações de drogas tiveram ecos do julgamento de Bill Cosby, onde mulheres tiveram experiências semelhantes. A condenação de Cosby após dois julgamentos próprios foi rejeitada permanentemente pelo mais alto tribunal da Pensilvânia.

Associated Press normalmente não nomeia pessoas que dizem ter sido agredidas sexualmente.

Masterson, 47, pode pegar 45 anos de prisão se for condenado.

Cientologia

Mueller também disse aos jurados que as mulheres não foram imediatamente às autoridades porque foram instruídas a não fazê-lo por oficiais da Igreja de Cientologia, e elas foram informadas de que o que aconteceu com elas não foi estupro. Masterson é um membro proeminente da igreja. Todas as três mulheres são ex-membros.

A igreja disse em um comunicado após o testemunho das mulheres no primeiro julgamento que “não tem nenhuma política que proíba ou desencoraje os membros de denunciar conduta criminosa de cientologistas, ou de qualquer pessoa, às autoridades”.

Em outra diferença em relação ao primeiro julgamento, Charlaine Olmedo está permitindo que testemunhas especializadas sejam ouvidas sobre essas políticas.

Cohen disse que a especialista em acusação Claire Headley, ex-membro do grupo de liderança da igreja, é alguém que trabalha “para livrar o mundo da Cientologia, livrar as pessoas da Cientologia”, e disse aos jurados que eles iriam “ouvir um tremendo viés” em seu depoimento.

A atriz Leah Remini, uma ex-cientologista que se tornou a detratora mais proeminente da igreja nas mídias sociais e por meio de uma série de TV que apresentou com ex-membros dissidentes, sentou-se na primeira fila do tribunal em apoio aos acusadores de Masterson.

Masterson, que está em liberdade sob fiança desde sua prisão em 2020, sentou-se à mesa da defesa, com um grande círculo de apoiadores atrás dele – muitos, talvez todos, membros da igreja, que também participaram de seu primeiro julgamento. Entre eles estavam sua mulher, modelo e atriz Bijou Phillips; sua cunhada, a atriz de One Day at a Time, Mackenzie Phillips; e seu irmão, o ator de Malcolm in the Middle, Christopher Masterson.

Fonte: Estadão Conteúdo

Compartilhar esse Artigo
Pesquisar