DF receberá mais de R$ 1,4 milhão em apoio à campanha de vacinação

Ministério da Saúde destina verba a estados e municípios com o objetivo de aumentar a cobertura vacinal no país

2 de agosto de 2023 359 visualizações
Postado 2023/08/02 at 7:48 PM
Servidores da Secretaria de Saúde do Distrito Federal (SES-DF) participaram em julho de um encontro do Ministério da Saúde com foco no planejamento de vacinação. A capacitação, que ocorreu em julho, é parte dos requisitos para o recebimento da verba federal | Foto: Divulgação/ SES-DF

A Secretaria de Saúde do Distrito Federal (SESDF) receberá mais de R$ 1,4 milhão do Ministério da Saúde como incentivo para custeio da campanha de vacinação deste ano. A primeira parte do valor está prevista para ser liberada no início de setembro.

O montante foi autorizado por meio da Portaria Nº 844, de 14 de julho de 2023, que destina o total de R$ 151 milhões a estados e municípios com o objetivo de dar suporte à campanha de vacinação de 2023.

A transferência de recursos é inédita e considerada um diferencial para a retomada da alta cobertura vacinal, assim como no planejamento de ponta e na concentração de esforços nos locais onde as taxas de imunização estão baixas. No DF, o valor total destinado será de R$ 1.430.000,54. O quantitativo será repassado em duas etapas, a primeira, com 60% do valor total e a segunda, com 40%.

Servidores da Secretaria de Saúde do Distrito Federal (SES-DF) participaram em julho de um encontro do Ministério da Saúde com foco no planejamento de vacinação. A capacitação, que ocorreu em julho, é parte dos requisitos para o recebimento da verba federal | Foto: Divulgação/ SES-DF

“Assim que a primeira parte da verba for liberada, queremos utilizar o valor para aprimorar as capacitações, adquirir insumos, e fazer tudo que possa auxiliar na campanha de vacinação deste ano”, explica a gerente da Rede de Frio do Distrito Federal, Tereza Luíza Pereira. Ela acrescenta que a segunda etapa da verba será liberada após o preenchimento de algumas documentações e capacitação de outros agentes.

Capacitação

Parte dos requisitos para a liberação da verba é a capacitação de uma equipe estadual para realizar o microplanejamento e a vacinação de alta qualidade. Para isso, 15 servidores da SES-DF se reuniram, em Vitória (ES), em um encontro promovido pelo Ministério da Saúde com foco no planejamento da vacinação, na última semana de julho.

Ao todo, a oficina reuniu 65 participantes, entre todos os estados e o Distrito Federal. Nela, os servidores tiveram contato com a metodologia de sistematização do processo de planejamento para as ações de vacinação e saíram capacitados como multiplicadores para replicarem os métodos.

De acordo com a coordenadora do Programa Nacional de Imunizações (PNI), Ana Catarina de Melo, a oficina buscou impulsionar ações estratégicas para ampliar a cobertura vacinal no Brasil. “A ideia deste encontro é que possamos sistematizar, organizar e identificar as necessidades de cada território brasileiro para desenvolver estratégias voltadas à recuperação das coberturas vacinais no país”, afirma.

A transferência de recursos é inédita e considerada um diferencial para a retomada da alta cobertura vacinal, assim como no planejamento de ponta e na concentração de esforços nos locais onde as taxas de imunização estão baixas | Foto: Divulgação/Agência Saúde-DF

Os servidores da SES-DF retornaram e iniciaram o próximo estágio da capacitação, que faz parte dos critérios para o recebimento da verba do Ministério da Saúde. “Nas próximas semanas, faremos a capacitação do território com essas ferramentas de planejamento nas quais fomos treinados lá em Vitória. Nós temos até novembro para enviar algumas documentações ao Ministério que foram repassadas durante o treinamento”, ressalta Tereza Luíza Pereira.

Transferência dos recursos

De acordo com a Portaria, o primeiro repasse do valor é destinado às Secretarias para que possam formar equipes de microplanejamento e vacinação de alta qualidade; produzir o relatório final estadual das atividades relacionadas às ações de multivacinação e promover a articulação com as Secretarias Estaduais de Educação para o desenvolvimento de atividades de vacinação extramuros – uma estratégia de vacinação realizada fora da unidade de saúde, com o objetivo de alcançar populações que, de outra maneira, provavelmente nunca seriam vacinadas.

Já a segunda parcela do recurso é recebida após o preenchimento de formulário eletrônico que contenha a relação nominal dos membros da equipe distrital de microplanejamento e a lista das oficinas presenciais ou a distância de microplanejamento ofertadas, por exemplo. O Distrito Federal receberá, na primeira etapa, o valor de R$ 858 mil e na segunda, R$ 572 mil.

1,5 milhão de doses

Em 2023, as unidades da SES-DF já aplicaram cerca de 1,5 milhão de doses de vacinas contra a covid-19, gripe e outras doenças. Os números têm sido alcançados por uma soma de esforços: além das cerca de 100 salas de vacina em funcionamento nos dias úteis, a pasta tem investido nas ações externas, com atividades em espaços públicos como o Zoológico, supermercados, escolas, órgãos públicos, feiras, estações de metrô e outras áreas de grande concentração de pessoas. Outro destaque é o Carro da Vacina, que leva a proteção à casa das pessoas.

As parcerias também ajudam a ampliar os índices de cobertura vacinal. Fruto de um acordo de cooperação da Secretaria de Saúde com a Organização Pan-Americana de Saúde (Opas), o projeto Vacina em Casa já aplicou mais de 45 mil doses em 22 regiões administrativas, tendo envolvido visitas a 150 mil domicílios, onde também foram realizadas entrevistas para mapear a situação da saúde no DF. Já com a Secretaria de Educação do DF, foram iniciadas as ações de vacinação em 698 escolas.

*Com informações da Secretaria de Saúde do Distrito Federal (SES-DF)

Fonte: Agência Brasília

Tag
Compartilhar esse Artigo
Pesquisar