DF reduz índice de infestação do Aedes aegypti

9 de fevereiro de 2022 11 visualizações
Postado 2022/02/09 at 6:25 PM

O índice de infestação predial do mosquito Aedes aegypti está em queda no Distrito Federal. Das 33 regiões administrativas, 21 estão na classificação verde e 12, na amarela. Nenhuma está no grau vermelho, que significa situação de risco. Porém, o cenário geral ainda é identificado como de alerta.

Os dados fazem parte do Levantamento Rápido de Índices para o Aedes aegypti (LIRAa) do mês de janeiro, elaborado pela Subsecretaria de Vigilância à Saúde. Na média de todo o Distrito Federal, o índice de infestação predial caiu de 2%, para 1,1%. Os dados foram obtidos após vistorias em 26.066 imóveis, selecionados por sorteio para o levantamento por amostragem.

No LIRAa de dezembro, seis regiões administrativas estavam na classificação vermelha: Planaltina, Sobradinho II, Park Way, Lago Sul, Itapoã e Lago Norte. Agora, todas estão classificadas em amarelo. “Ainda temos muitas áreas em amarelo, mas queremos todas em verde. É uma linha tênue do que é risco e do que não é risco”, explicou o subsecretário de Vigilância à Saúde, Divino Valero.

A queda do índice de infestação é resultado do trabalho da Secretaria de Saúde, com apoio da população, para combater o mosquito Aedes aegypti. No início de dezembro, a pasta empossou 500 novos agentes de vigilância ambiental para reforçar a atividade. Agora, o planejamento é diversificar as ações de combate, com foco no extermínio de larvas.

O mosquito Aedes aegypti é o vetor de transmissão da dengue, da zika e da chikungunya.

*Com informações da Secretaria de Saúde

Fonte: Agência Brasília

Compartilhar esse Artigo

Navegue