GDF amplia duração do Prato Cheio para nove meses

12 de maio de 2022 362 visualizações
Postado 2022/05/12 at 7:22 PM
Cartão pode ser solicitado em qualquer uma das 29 unidades do Cras | Foto: Divulgação/Sedes

A partir de agora, o Cartão Prato Cheio passa a ser concedido em nove parcelas de R$ 250. Anteriormente, eram apenas seis, mas o Governo do Distrito Federal (GDF) percebeu a necessidade de ampliação devido aos efeitos econômicos gerados pela pandemia da covid-19.

“Percebemos que as consequências da pandemia exigem mais que seis meses para tirar uma família da situação de insegurança alimentar”, afirma a secretária substituta de Desenvolvimento Social, Ana Paula Marra. As famílias beneficiárias do Prato Cheio, lembra a gestora, também recebem a Cesta Verde, com frutas, legumes e verduras, durante esse novo período estabelecido.

A ampliação na concessão do benefício foi publicada na edição desta quinta-feira (12) do Diário Oficial do Distrito Federal (DODF). “Trata-se de mais uma resposta rápida do governo para uma área tão sensível, a área social”, disse o governador Ibaneis Rocha em postagem feita nas redes sociais.

Atendimento

A porta de entrada para solicitação do cartão é uma das 29 unidades do Centro de Referência da Assistência Social (Cras), onde a pessoa com o Cadastro Único preenchido vai passar por atendimento socioassistencial. Atualmente, 35.240 famílias estão recebendo o benefício do Prato Cheio. Novas concessões, de acordo com o texto publicado nesta quinta-feira, dependem de disponibilidade orçamentária.

“Essa ampliação já entra em vigor imediatamente”, explica Ana Paula Marra. “Os beneficiários vão ter suas parcelas computadas de maneira que se completem as nove.”

Há ainda 4.707 famílias que não buscaram seus cartões nas agências do BRB. O prazo para a retirada e desbloqueio dos cartões é de dois meses contados a partir da sua disponibilização nas agências do banco, processo realizado entre 1º e 22 de abril. Para saber onde retirar o cartão, a pessoas deve acessar o aplicativo GDF Social ou este site.

*Com informações da Secretaria de Desenvolvimento Social

Fonte: Agência Brasília

Tag
Compartilhar esse Artigo
Pesquisar