Lula insiste em Haddad na disputa pelo governo de São Paulo

9 de fevereiro de 2022 7 visualizações
Postado 2022/02/09 at 4:34 PM
Reprodução

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva deixou claro nesta quarta-feira, 9, que o PT não vai abrir mão da candidatura do ex-prefeito Fernando Haddad ao governo de São Paulo. O PSB pretende lançar o ex-governador Márcio França, e este é ainda um dos principais entraves para que os dois partidos caminhem juntos nas próximas eleições.

O ex-presidente afirmou que “trabalha com a ideia” de que a candidatura de Haddad será confirmada. “Acho que haverá compreensão do PSB e de outros partidos políticos”, disse Lula, em entrevista à Rádio Clube, de Pernambuco.

Além de lançar França, o PSB é o partido mais cotado para abrigar o ex-tucano Geraldo Alckmin, apontado para compor a chapa lulista como vice-presidente. Além do PSB, Alckmin tem convites do Solidariedade e do PV, que já falam em apoiar Lula. A decisão pode influenciar também a composição de uma federação entre PT, PSB, PC do B e PV. As duas principais legendas do grupo já admitem a possibilidade de haver palanques distintos em São Paulo. Já o PSOL, que também sinaliza apoio a Lula, pretende concorrer ao governo paulista com Guilherme Boulos.

Como revelou o Estadão em dezembro, um acordo chegou a ser colocado na mesa: em maio de 2022 os partidos fariam uma pesquisa qualitativa em São Paulo para saber quem estaria melhor colocado, Haddad ou França. E o pior colocado abriria mão da candidatura.

Nas negociações para uma possível federação com o PSB, o PT abriu mão da candidatura do senador Humberto Costa ao governo de Pernambuco, privilegiando o candidato escolhido pelo governador pessebista Paulo Câmara. Em entrevista à Rádio Clube, Lula afirmou que, na negociação, o PT deverá ter a indicação de um nome ao Senado no Estado, em compensação.

Como relevado pela Coluna do Estadão, o PT acredita na viabilidade eleitoral de Haddad e tentará uma composição com o PSOL. Uma das ideias especuladas é convencer o Boulos, a desistir de concorrer ao governo em troca do apoio de Lula e dos petistas, em 2026, numa candidatura à Prefeitura de São Paulo.

“Haddad está muito maduro”, afirmou Lula à Rádio Clube. “Em algum momento, a gente vai poder anunciar que Haddad tem muita chance de fazer, pela primeira vez na história, o PT governar o Estado de São Paulo.”

Fonte: Estadão Conteúdo

Compartilhar esse Artigo

Navegue