São Paulo vacina pessoas em situação de rua contra gripe e covid-19

20 de abril de 2023 390 visualizações
Postado 2023/04/20 at 11:21 AM
© Rovena Rosa/Agência Brasil

Já estão disponíveis para a população em situação de rua da capital paulista as vacinas contra influenza, vírus causador da gripe, e Pfizer bivalente, contra a covid-19. Todas as pessoas em situação de rua poderão receber as doses, mesmo na falta de documentos pessoais.

As vacinas serão ofertadas pelas 26 equipes do serviço Consultório na Rua nas visitas aos centros de acolhida e locais de permanência e estarão disponíveis para este grupo de pessoas também nas unidades básicas de saúde (UBSs) e assistências médicas ambulatoriais (AMAs)/UBSs integradas.

“Imunizar essa população, principalmente neste período de temperaturas mais baixas, é extremamente importante para prevenir a evolução grave das duas doenças” disse secretário municipal da Saúde, Luiz Carlos Zamarco.

A vacinação contra a influenza começou no dia 10 deste mês e, segundo dados da prefeitura de São Paulo, até a última terça-feira (18), tinham sido aplicadas 384.768 doses do imunizante. A vacina está disponível atualmente para pessoas com mais de 60 anos; crianças com idade entre 6 meses e menores de 6 anos; gestantes; puérperas (até 45 dias após o parto); imunossuprimidos; indígenas; profissionais da saúde e da educação e pessoas com deficiência permanente ou com comorbidades.

Também podem ser imunizados a partir desta quinta-feira (20) profissionais dos serviços de transporte coletivo rodoviário, de passageiros urbano e de longo curso; profissionais portuários; trabalhadores das forças de segurança e salvamento, das Forças Armadas e do sistema prisional; e a população privada de liberdade, incluindo adolescentes em medidas socioeducativas.

A Pfizer bivalente está disponível para pessoas com mais de 60 anos, além de maiores de 12 anos com imunossupressão ou com comorbidades; indígenas; gestantes e puérperas; residentes em instituições de longa permanência e funcionários desses equipamentos da cidade de São Paulo; profissionais da saúde; pessoas com deficiência física permanente; população privada de liberdade e funcionários do sistema prisional.

A vacina bivalente contra covid-19 está sendo aplicada em pessoas dos grupos prioritários que completaram o esquema básico ou que já receberam uma ou duas doses de reforço, respeitando o intervalo de quatro meses da mais recente dose recebida. Já foram aplicadas 1.049.766 doses desta vacina na capital paulista.

A vacinação está disponível nas UBSs e Amas/UBSs Integradas, de segunda a sexta-feira, das 7h às 19h, e aos sábados, nestes locais, no mesmo horário.

Fonte: Agência Brasil

Compartilhar esse Artigo
Pesquisar