Com 1,3 milhão de visitas, Pavilhão Brasil atrai estrangeiros em Dubai

23 de fevereiro de 2022 8 visualizações
Postado 2022/02/23 at 6:48 PM
Foto: Tomaz Silva/Agência Brasil

O Pavilhão Brasil na Expo em Dubai, nos Emirados Árabes Unidos, fez sucesso entre os estrangeiros e brasileiros. Desde 1º de outubro, foram cerca de 1,3 milhão de visitantes apenas no espaço dedicado ao Brasil, que tem como principal organizadora a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (ApexBrasil). Em toda a Expo, foram contabilizados 15 milhões de visitantes.

Um grupo de francesas que passou pelas plataformas de interatividade estava empolgado com as descobertas sobre o Brasil. “É muito bonito, nós gostamos do quiz. É diferente dos outros prédios, muito bonito”, disse Lucienne Laurent. Para ela, a melhor parte foi a construção sobre o espelho d’água com os diferentes temas relacionados ao agronegócio, como a sustentabilidade. De acordo com a organização do evento, 70% dos visitantes, no geral, são de outras nacionalidades.

Público frequenta a Expo 2020 Dubai, nos Emirados Árabes Unidos
Público frequenta a Expo 2020 Dubai, nos Emirados Árabes Unidos – Tomaz Silva/Agência Brasil


A edição árabe da Expo, maior evento mundial desde o início da pandemia, tem 192 países explorando três grandes eixos temáticos: oportunidade, mobilidade e sustentabilidade como formas de trazer soluções para um mundo melhor.

O Brasil fica no distrito da sustentabilidade, num pavilhão Brasil de 4 mil metros quadrados feito de membranas arquitetônicas translúcidas, onde são projetadas imagens das riquezas naturais do país, centros urbanos e grandes referências da cultura nacional. O espelho d’água escuro é inspirado no Rio Negro, afluente do Rio Amazonas. À noite, o pavilhão se transforma numa espécie de lanterna para os visitantes da Expo.

Pavilhão do Brasil na Expo 2020 Dubai, nos Emirados Árabes Unidos
Pavilhão do Brasil na Expo 2020 Dubai, nos Emirados Árabes Unidos – Tomaz Silva/Agência Brasil


Na semana de 17 a 23 de fevereiro, o tema central no pavilhão do Brasil é o agronegócio. Somente com este evento, a expectativa é gerar cerca de 500 milhões de dólares em exportações para o país e 10 bilhões de dólares em investimentos. Com grande importância, o agronegócio respondeu por cerca de 43% das exportações brasileiras em 2021, de acordo com o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.

Na percepção do comissário-geral do Pavilhão Brasil, general Elias Rodrigues Martins Filho, o pavilhão recebeu um fluxo intenso de público, tanto que o Brasil figura como um dos pavilhões mais visitados. “Para nós isso é muito significativo”, ressaltou. 

O objetivo, segundo ele, é mostrar ao mundo o quanto esse segmento econômico é importante para o país e para o resto do mundo. “Somos, talvez, a maior potência global em termos de agronegócio, que trabalha a agricultura sustentável e responsável”, declarou.

Expo Japão 2025

As Exposições Mundiais são realizadas a cada cinco anos. Dubai foi selecionada em 2013 para sediar a edição de 2020, mas teve de ser adiada devido à pandemia. Em 2025, será a vez da cidade japonesa de Osaka.

De toda a estrutura montada em Dubai, 80% permanecerá e será transformada no Distrito 2020, uma espécie de bairro-cidade, onde metade das construções serão empreendimentos comerciais e a outra metade, residenciais. O objetivo é que este seja um centro de inovação com participação de startups, universidades e laboratórios. A meta é que em 30 anos o local tenha população de 150 mil pessoas.

*A repórter Fernanda Cruz e o fotógrafo Tomaz Silva viajaram a convite da Apex-Brasil.

Fonte: Agência Brasil

Compartilhar esse Artigo

Navegue