UE deve ampliar ajuda militar à Ucrânia e estuda novas sanções contra Rússia

11 de março de 2022 12 visualizações
Postado 2022/03/11 at 11:04 AM
© Agência EFE

Líderes da União Europeia disseram, nesta sexta-feira, que continuarão pressionando a Rússia ao elaborar um novo conjunto de sanções para punir Moscou por sua invasão da Ucrânia, ao mesmo tempo em que intensificam o apoio militar a Kiev.

O principal diplomata da UE, Josep Borrell, afirmou que os 27 líderes que participam da cúpula de dois dias nos arredores de Paris concordarão em injetar 500 milhões de euros extras no fundo para ajuda militar à Ucrânia, à medida que a Rússia amplia sua ofensiva militar.

Nesta sexta-feira, a Rússia executou ataques perto de aeroportos no oeste do país pela primeira vez, enquanto as tropas mantinham pressão sobre a capital, Kiev.

“Eu fiz a proposta de dobrar nossa contribuição”, disse Borrell. “É isso que vamos fazer, e tenho certeza de que os líderes vão aprovar nesta manhã. E isso será feito imediatamente”, comentou

O primeiro-ministro de Luxemburgo, Xavier Bettel, disse que ameaçar a Rússia com o espectro de novas sanções deve ser usado para obter um cessar-fogo. “Precisamos aplicar alta pressão e ser bem-sucedidos”, disse ele. Fonte: Associated Press.

Fonte: Estadão Conteúdo

Tag
Compartilhar esse Artigo

Navegue