‘BBB 22’: brothers levam bronca de Ana Clara e Eslô analisa emparedados

15 de março de 2022 10 visualizações
Postado 2022/03/15 at 6:38 PM
Foto: Reprodução

Terça-feira é dia de eliminação e os participantes do Big Brother Brasil 22 estão ansiosos para saber quem deixará a casa mais vigiada do Brasil. A disputa está entre Gustavo, Pedro Scooby e Vyni, e o resultado será anunciado durante o programa ao vivo desta terça, 15.

Mas, enquanto não chega o momento mais esperado do dia, os confinados passaram por uma dinâmica que foi comandada por Ana Clara, ex-BBB e apresentadora da Rede BBB, no Multishow. Os brothers foram divididos em dois grupos e deveriam fazer escolhas, mas quando o grupo de Eslô, Eliezer, Gustavo, Laís, Lucas e Vyni começou a demorar, a apresentadora deu uma “bronca” e chamou atenção deles.

“Bora! Ainda tem mais uma rodada. Assim a gente vai ficar aqui até de noite e a noite tem coisa mais importante para fazer. [.. ] Vou deitar ali, tá? Enquanto vocês escolhem”, falou a sister. “Faz o barulho do grilo para eles”, brincou Pedro Scooby, que está no paredão desta terça, 15. Confira outros destaques do dia:

Um olhar sobre os emparedados

Em conversa no quarto do líder, Eslô fez uma análise sobre os emparedados da semana: Gustavo, Pedro Scooby e Vyni. Para a sister, os três têm chance de sair e de ficar, e que esse é um paredão que os confinados vão “conseguir entender claramente o que o povo quer ver”.

“Gustavo é jogador, estrategista e gosta de analisar, movimentar o jogo. Gosta de ficar pensando em possibilidades para que o jogo aconteça de forma legal. […] O Pedro é completamente a quebra de padrão de qualquer pessoa que já esteve aqui dentro do BBB. Ele quer estar aqui, mas se não estiver, tudo bem. Eu acho isso interessante, mas tem que ter limite e pra mim já passou dos limites em alguns momentos”, disse.

Quando chegou no Vyni, seu aliado dentro do jogo, a sister pontuou que, mesmo ele não sendo um “jogador estrategista, deixá-lo no jogo é importante para o programa “pela pessoa que ele é, pelo que ele ensina, pelo que ele fala e pelas experiências da vida que ele já teve”.

“Os três são muito bons e por isso que eu fico confusa sobre o que o público quer ver aqui dentro. Eu quero que o Vyni fique, já conversei com ele ontem. Para mim, se ele sair, tudo o que eu acredito que está sendo o programa, para o meu coração, está errado”, finalizou Eslô.

Momento Raio-X dos confinados

Durante o momento do Raio-X, o emparedado Vinicius aproveitou para falar sobre o seu maior aprendizado dentro da casa que foi se amar. “Eu acredito que construí uma grande história aqui dentro, me joguei nas festas, nas relações, nas provas. O meu jogo é baseado nas relações, em proteger quem eu amo e não podia ser diferente. A principal lição que eu aprendi aqui dentro foi a me amar e eu quero que vocês vejam essa minha nova versão”, fala.

Já Laís, aproveitou o momento no confessionário para falar sobre o Jogo da Discórdia da última segunda-feira, 14. A sister comentou que não gosta de falar alto com ninguém: “Durante toda a minha fala o Arthur me interrompeu e ele falava alto. Consequentemente, eu aumentava meu tom de voz também. Não gosto de falar alto com ninguém – não só aqui dentro, como aí fora, principalmente”.

Eliezer também aproveitou o Raio-X e revelou que não tem conseguido pregar o olho e que está muito preocupado com o paredão desta terça, 15: “De longe, este está sendo o pior dia pra mim. Um dos piores […] Tô muito preocupado com o resultado do paredão, espero que o Vyni fique”.

Estratégia ou coração?

Em uma conversa com Eslovênia, Lucas Bissoli pensou sobre a sua trajetória dentro do reality show. A sister comentou que sente falta de ter o líder da semana como parceiro de jogo. “Tentar ficar mais presente. Esses dias até eu estou sentindo a minha falta. Tipo, de estar em uma situação e tomar decisões que só o jogo faz a gente passar”, confessou Lucas.

“Euforia demais, às vezes, nos engana”, pontuou Eslô. “Pensando estrategicamente. Se pensar com o coração, aperto o botão e vou embora. Se eu parar para pensar estrategicamente, existem as consequências. Porque é difícil separar as coisas de jogo e coração, e isso acaba me deixando tenso, triste e eu não sou assim”, concluiu o brother.

Fonte: Estadão Conteúdo

Compartilhar esse Artigo

Navegue